Perfil

O artista carioca Papa Ricky (Ricky Magia) apresenta seu novo trabalho musical com produção de Junior Mendes.

O novo disco reflete vinte e cinco anos de experiência musical atravessando fronteiras nacionais abrindo questoes universais de carater social, racial e ecológico.

Inspirado e influenciado pela música de Bob Marley e James Brown, Papa Ricky gravou pela primeira vêz em 1984 com a banda de reggae Guiné Bissau no estudio 57, Rio de Janeiro. Em 1985 o inesperado reencontro com o primo Pedrin Gomes no show da sua tia Elza Soares durante a festa da beleza negra organizada pelo Ylé Ayé em Salvador, surge a idéia de formar uma banda de reggae. A banda nasce no Rio com o nome de Mera Coincidência e junto com outras 21 bandas entre elas a banda Cidade Negra e Negril participa ativamente do movimento mais significante do reggae carioca: o projeto, Reggae Nec com seu quartel general no antigo predio da União Dos Estudantes. Em 1987 a banda muda de nome para Central Africana e se torna a primeira banda de reggae brasileira a assinar contrato com uma gravadora multinacional a RCA/Victor (BMG) sob a orientação da produtora Maria Juçá e produzido por Michael Sullivan com co-produção de Junior Mendes. O primeiro disco LP foi lançado em 1988 celebrando 100 anos da abolição da escravatura e contou com a participação de Martinho da Vila na faixa “Agô” e de Sandra de Sá na faixa “Sou Negro Sim” que se transformou num slogan no movimento negro no país e foi mais tarde regravada pela cantora paulista Eliana de Lima. O disco criou polêmica com umas das faixas, Erva Santa, sendo censurada e sua execução pública proibida durante o governo de José Sarnei. Ainda em 1988 a banda participa do filme “Super Xuxa Contra O Baixo Astral” com uma faixa discutindo ecologia “Eu Quero Saber” de: Michael Sullivan e Anna Penedo.

No final de 1989 a banda decide se separar e Papa Ricky vai a procura de reciclagem musical substituindo o principal vocalista da banda Obina shock fazendo shows com a banda durante o sucesso da faixa Vida gravado com Gilberto Gil e Gal costa. Em 1992 o grupo Central decide se unir mais uma vêz (Papa Ricky, Perdin Gomes e Tom Guimarães) a convite do produtor Gutti de Carvalho para gravar nos estudios da BMG. Em 1993 Papa Ricky decide viver na França e meses depois se junta a amiga Artista/Cineasta Cristiana de Melo em Londres, onde viveu e desencadeou parte do seu desenvolvimento artistico. Durante sua estadia em Londres Papa Ricky fez turne com a banda Made in Brazil. Papa Ricky (Ricky Magia) tem um significante corpo de trabalho de composição com musicas executadas por Ara Keto, Banda Reflexos, Gente Brasileira, Banda Mel, Davi Morais, Negril, Renata Arruda, SNZ, Supra Samba, Sylvinho Blau Blau, Da Ghama, Suburbanda e etc… Em 1994 Paparicky conhece o produtor Ted Rockford e em 1995 gravam juntos algumas faixas e foi convencido a voltar ao Brasil pelo Ted. Em 1996 Papa Ricky retorna ao Brasil para reunir sua banda original e com o novo nome Central do Brasil e produtor Gel Benjamin assina contrato com a Warner/East West/Divisao Continental, lançando novo disco em 1998 e recebendo um “Disco De Ouro” do DJ Robson Vidal oferecido aos “Melhores Do Ano”. Em 1998 Papa Ricky viaja para New York e passa a trabalhar com o produtor Tuta Aquino no estudio Soundstrack na Broadway. 1999 é o ano em que Papa Ricky retorna a Londres e faz turne com a banda Made in Brazil e em 2000 decide dedicar-se a composiçoes e desenvolvimento espiritual. Em 2001 vai a Suiça para trabalhar como mentor de 3 bandas de reggae. Em 2002 se junta a violinista e começa a trabalhar como produtor, de onde vem produzindo novos talentos junto ao produtor Hicham Raddah.

Ainda em 2002 Papa Ricky participa de duas faixas no disco da artista Hip Hop Mariska e em 2003 participa de mais uma faixa no novo disco da mesma artista, lançado pela Warner. No mesmo ano ele grava com o grupo Beat and Styles lançado pela Sony Music e abre as noites: Soul Nite Fever (RnB, Hip Hop, Dancehall), Cuba libre (Salsa) e Counscious Party (Reggae) no clube Wave abrindo um novo espaço no mercado. Em 2004 Papa Ricky reencontra o produtor Junior Mendes e decide gravar um disco solo traduzindo a sua efervescente trajetória, articulando um denominador comum humano global, através de sua arte e música. O disco conta com faixas conscientes que garantem ser sucesso como: SOS, Paz Entre Os Homens, Desfruta e Trabalhador, contando também com a participacao de Jean Pierre (Obina Shock), Da Ghama (Cidade Negra), Davi Morais, Pedrin Gomes (Central Africana), Sidão Santos (Obina Shock), Eduardo Constant (Central Do Brasil), Alex Meirelles (Cidade Negra), Reppolho (Percussão, Sany Alves (Central Africana), Alexandra Maia (Central Do Brasil), Dum Dum (Metal), Lilian Valeska (Sublimes), Edezio Gomes (Sax) e Café. Em um estilo que Papa Ricky batiza de “New Root”.

De 2005 á 2006 Papa Ricky produziu e lanço alguns singles. Ainda em 2006 Papa Ricky foi convidado pela equipe de som do funk carioca Furacao 2000 e fêz sucesso nas Rádios e Baile Funks em todo o Brasil com a música “Rebola Nenem” produzida pelo DJ Batuta (Batutinha). De 2007 a 2008 Papa Ricky  se apresentou em varios países da Europa com o seu show S.O.S. Ainda em 2008 Passou 8 semanas no Rio De Janeiro desenvolvendo um tributo a Bob Marley, o projeto se chama Bossa Marley. Nesse projeto o cantor faz uma leitura das músicas do Bob Marley em Bossa Nova, com tourne já confirmada que começa no outono europeu de 2010. Em 2009 Papa Ricky passou a maior parte de seu tempo fazendo shows locais pela a Escandinávia. Em 2010 tem dividido o seu tempo entre shows e também tem passado muito tempo no estudio trabalhando as novas musicas pro seu novo album que estará disponivel ao publico em 2011. Ainda em 2011 Papa Ricky também estaria lançando o seu livro que se chama “Visão Rasta”,mas ele preferiu continuar escrevendo o livro. Esse livro e pra aqueles que querem pesquisar um pouco mais sobre a Filosofía Rasta.
Em 2012 Papa Ricky iniciou uma nova fase de sua carreira produzindo a artistas jamaicanas Sugar Brown onde ele produziu um album (dancehall reggae) e também produziu e dirigiu o video clip da musica de trabalho “Sugar Honey”. No mesmo ano Papa Ricky produziu três singles para uma outra artista jamaicana de dancehall reggae Sherine Brown. Ainda em 2012 Papa Ricky iniciou uma colaboracao com um outro artista jamaicano, dessa vez Majah Bless, artista reconhecido no mundo reggae na Jamaica. Papa Ricky e Majah Bless estarao se apresentando juntos em alguns shows em 2014. Já em 2013 Papa Ricky iniciou uma nova colaboracao com outro artista jamaicano o DJM 95 (rapper) onde misturam musica eletronica com reggae music e hip hop. O album está quase pronto! Como se nao bastasse Papa Ricky no final de 2013 volta a colaborar com um outro artista internacional, o Dj cubano e rapper Nigeria MC . Nessa colaboracao já foram produziram três singles para 2014.
Agora em 2014 Papa Ricky volta aos estudios mas dessa vez com a sua banda para produzir e ensaiar o seu novo show cujo o titulo ainda nao foi revelado, com viajens previstas para Africa com shows em países de lingua portuguesa, também estao previstos shows na Jamaica, USA e Canada.